Qualifarma
Pesquisar
Close this search box.

5 cuidados com a pele do idoso para incluir na rotina

Ao longo dos anos, muitas mudanças ocorrem no nosso corpo, por isso é essencial manter práticas que ajudam a valorizar a nossa saúde. Nesse contexto, é importante dar foco a determinados cuidados com a pele do idoso, que é naturalmente mais sensível.

Chegar à terceira idade com saúde é uma grande conquista. Aliás, atingir a longevidade é uma meta presente na rotina de muitas pessoas. Para isso, é fundamental dar ênfase a uma rotina de exercícios, preservar bons hábitos alimentares e cuidar da nossa mente e corpo.

Dessa forma, continue conosco e veja nos tópicos abaixo os principais cuidados com a pele do idoso. Boa leitura!

O que contribui para o envelhecimento da pele?

De maneira geral, existem vários fatores que contribuem para o envelhecimento da pele. Primeiramente, podemos citar o fator genético, momento em que células perdem a velocidade e, consequentemente, a capacidade de replicar.

Outro fator é o estresse oxidativo celular, que facilita o envelhecimento cutâneo e danifica a produção do colágeno. Além disso, há ações provocadas pela exposição solar e por consequência de uma vida sedentária e sem bons hábitos alimentares.

O uso de cigarro e álcool também facilita o envelhecimento cutâneo. Afinal, bebidas alcoólicas promovem a formação de radicais livres e o tabaco tem a característica de reduzir o fluxo sanguíneo. Dessa forma, é interessante saber que a valorização da sua saúde é muito importante para garantir bem-estar e alcançar a longevidade com autoestima.

Quais as principais doenças de pele em idosos?

Além do processo natural de ressecamento da pele, os cuidados com a pele do idoso devem ser constantes. Devido a uma série de fatores que ocorrem por conta da velhice, é interessante atentar a alguns sinais e marcas que precisam de uma avaliação médica para prevenir casos graves de doenças de pele. A seguir, veja quais são as mais comuns.

Angiomas

Presentes na região do rosto e do pescoço, os angiomas surgem por conta do acúmulo irregular de vasos sanguíneos. Normalmente aparecem na pele, mas também podem surgir no fígado e no cérebro. Trata-se de um tumor benigno, mas pode ser tratado com laser, crioterapia ou eletrocoagulação. 

Úlcera varicosa

Geralmente, a circulação do sangue pode ser prejudicada por diversos fatores e gerar a úlcera varicosa. Neste caso, é interessante recorrer a um médico de confiança e seguir um comportamento que facilite a cicatrização dessas marcas que ficam na pele. Os profissionais costumam recomendar uma dieta regrada e meias de compressão que ajudam a proteger a região.

Micoses superficiais

Essas micoses costumam aparecer tanto na pele quanto nas unhas. Aparentemente, o calor e a umidade facilitam o aparecimento de fungos que podem se alojar na pele e comprometer o aspecto dela. Diante disso, é interessante higienizar as mãos com frequência e ter cuidado com o couro cabeludo.

Psoríase

A psoríase forma placas avermelhadas e espessas na pele. Apesar de ser uma doença crônica, há estudos que mostram que existe uma predisposição familiar. Em todo caso, é interessante obter um diagnóstico médico para poder iniciar o tratamento.

Como cuidar da pele dos idosos?

Em busca de melhorar a qualidade de vida e permitir o autocuidado, siga abaixo algumas dicas que melhoram o aspecto da sua pele!

1. Evite banhos quentes e em excesso

De antemão, é necessário lembrar que a pele do idoso é mais sensível em comparação a outras faixas etárias. Isso porque cada etapa da vida exige um determinado cuidado especial, e a terceira idade demanda uma maior atenção, devido à perda natural de elasticidade, hidratação e proteção da pele.

Dessa forma, é importante evitar banhos quentes, porque as altas temperaturas podem ressecar ou queimar a pele. Ou então, tomar banhos em excesso, visto que esse hábito impede o equilíbrio natural em relação à camada protetora do corpo.

2. Mantenha a hidratação da pele

Uma pele sem proteção pode gerar muitos danos, principalmente às pessoas da terceira idade. Além do uso de protetor solar, é importante preservar a hidratação diária. A boa notícia é que existem muitos produtos que preservam a elasticidade e evitam o ressecamento. Uma dica é usar um creme hidratante após o banho, para repor água e gordura, prevenindo a pele seca.

Todavia, há alimentos que também ajudam nesse propósito, como vegetais verde-escuros, abacate, salmão e melancia. Então, procure incluí-los na sua rotina. Outra dica é evitar esfoliar e esfregar o corpo com uma esponja. Como dissemos anteriormente, a pele está mais sensível em tal período, por isso importante tomar os devidos cuidados com a pele do idoso.

3. Evite grandes períodos de exposição ao sol

Em suma, nosso corpo precisa se expor ao sol como forma de fortalecer a produção de vitamina D. Apesar dessa substância estar presente em muitas comidas, é necessária uma determinada quantidade diária na intenção de manter uma boa saúde.

No entanto, tudo em excesso causa danos. Portanto, sempre que precisar se expor, use roupas adequadas, óculos de sol, aplique e reaplique o protetor solar a cada duas. Aliás, prefira aqueles protetores com um FPS superior a 30.

4. Cuide da alimentação e se hidrate constantemente

O foco na dieta é essencial para manter o bom funcionamento do organismo. Anteriormente, você viu que existem alimentos que reforçam os cuidados com a pele do idoso. Então, o seu nutricionista focará neles para conseguir um resultado satisfatório. Além de preservar refeições saudáveis, não se esqueça de ingerir uma boa quantidade de água por dia.

5. Tenha atenção aos lábios

Por fim, combata o ressecamento dos lábios com a compra de produtos específicos, visto que esse é outro problema que ocorre com o envelhecimento da pele.

Ao notar o ressecamento dos lábios, é interessante procurar um médico para que ele possa passar uma solução que resolva a questão do ressecamento. Dessa forma, é possível evitar sangramentos devido à exposição excessiva do calor ou do frio.

Uma alimentação saudável também evita esse aspecto, da mesma forma que a preservação do ato de beber muita água. Ainda sobre o assunto, verifique também possibilidades de alergias aos cosméticos e demais substâncias que tiveram contato com os lábios.

Neste conteúdo, você aprendeu várias dicas de cuidados com a pele do idoso. Desse modo, valorize esses hábitos durante a sua rotina para manter um estilo de vida saudável e sempre preservar costumes que garantem o seu bem-estar.

Na QualiFarma SP você pode mandar manipular suplementos e soluções dermatológicas e cosmecêuticas de acordo com suas necessidades e objetivos. Então entre em contato conosco e cuide da sua pele!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima