Qualifarma
Pesquisar
Close this search box.

Entenda como fazer a reposição de colágeno na pele

A partir dos 30 anos, as pessoas começam a sentir muitas mudanças no corpo. Neste caso, cresce o número de indivíduos que buscam realizar a reposição de colágeno, considerando que é nesse período que ocorre a perda dessa proteína no organismo.

A perda de colágeno é um processo natural, mas que pode ser retardado, bem como o colágeno pode ser reposto, através de alimentação, suplementação e tratamentos estéticos.

Os efeitos da passagem do tempo mexem muito com a autoestima das pessoas. Entretanto, esses cuidados têm mais relação com a valorização da saúde do que um possível caso de vaidade. Por isso, investir no seu bem-estar é uma grande prova de amor-próprio.

Conheça abaixo o papel do colágeno na pele, os diferentes tipos e as opções de reposição.

O papel do colágeno na pele

O colágeno é uma proteína que o nosso corpo produz naturalmente, mas essa produção vai diminuindo no período que mostramos anteriormente. Ele tem o papel de manter a união e a firmeza das células dérmicas, atuando ainda na saúde de unhas e cabelos. Além disso, promove a proteção da cartilagem das articulações e mantém o fortalecimento de ossos e músculos.

No entanto, sua deficiência no organismo pode simbolizar uma série de complicações. Por exemplo, é comum a pessoa ficar mais vulnerável ao aparecimento de osteoartrite e osteoporose. Aliado a isso, há também o surgimento de linhas de expressões e rugas. Portanto, é interessante fazer a reposição de colágeno para não sofrer desses problemas. 

Os diferentes tipos de colágeno

Sistematicamente, existem cerca de 28 tipos de colágeno e eles podem ser repostos de acordo com a necessidade de cada indivíduo. O tipo I promove a saúde das unhas e cabelos, mas também é ótimo para a elasticidade da pele, o fortalecimento dos ossos e a manutenção da visão, prevenindo o envelhecimento precoce.

Já o tipo II é indicado aos que desejam resolver problemas ligados a cartilagens e articulações. Entretanto, quando o assunto é reposição de colágeno, o tipo III é bastante necessário para manter o bom funcionamento do organismo, atuando em órgãos importantes, tendões e ligamentos.

O colágeno hidrolisado é uma formulação passada por processo de hidrólise enzimática, que gera peptídeos de colágeno biologicamente ativos. Isso permite que atue na modulação da função biológica da célula. O composto é encontrado em suplementações de diferentes formatos.

As opções de reposição de colágeno

A forma que nos alimentamos é um dos fatores que define se estamos vulneráveis ou não ao aparecimento de doenças. Assim, aumenta nossa responsabilidade em sempre saber o valor nutricional do que comemos. Afinal, esse é um dos caminhos de reposição de colágeno.

Existem alguns alimentos muito ricos nessa proteína que devem fazer parte da sua dieta, como carne vermelha, clara de ovo, peixe e repolho. As frutas cítricas e tropicais se juntam a esse grupo, assim como as algas e levedura de cerveja.

Além disso, é possível contar com auxílio de nutracêuticos com peptídeos de colágeno em sua composição, que trazem uma resposta melhor em relação a procedimentos estéticos mais invasivos. Há também outros tratamentos com o uso de dermocosméticos que podem ser adquiridos em farmácias de manipulação, contendo ativos próprios para as suas necessidades, como ácido hialurônico, silício orgânico, vitamina C, ácido retinoico e retinol.

Mas lembre-se de consultar um médico antes de iniciar algum procedimento ou tratamento. Afinal, ele avaliará as suas necessidades e verá o tipo que você precisa para conseguir o resultado desejado. Assim, você iniciará o processo sem se colocar em risco.

Neste conteúdo, você aprendeu como a reposição de colágeno deve ser feita. Desse modo, é possível estimular a produção e manter a pele sempre firme e saudável.

Quer ter acesso a mais dicas sobre estética e bem-estar? Então não se esqueça de se inscrever na nossa newsletter e receber conteúdos como este.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima