Qualifarma
Pesquisar
Close this search box.

Psoríase ungueal: o que é e como tratar?

Quem cuida da saúde, sabe que qualquer aspecto diferente no corpo requer uma atenção maior. Devido a diferentes fatores, o ser humano se torna vítima de envelhecimento precoce, queda de cabelo e unhas quebradiças. Sob o ponto de vista do último exemplo, uma das preocupações nessa região é a psoríase ungueal.

Em suma, muitos costumam deixar de lado esse cuidado por falta de entendimento. Alguns podem até achar que essa reação não se trata de algo que mereça uma preocupação maior. No entanto, há casos de doenças que, se não tratadas adequadamente, colocam o indivíduo em risco.

Por isso, continue conosco e acompanhe nos tópicos abaixo informações relevantes sobre esse assunto. Tenha uma boa leitura!

O que é psoríase ungueal?

A psoríase é uma doença caracterizada por lesões de pele avermelhadas e descamativas, normalmente em formato de placas. Isso no caso de acometimento da pele dos dedos das mãos e pés. No entanto, quando inclui as unhas, ela é chamada psoríase ungueal.

Todavia, é nessa região que a sua manifestação é mais comum. Essas lesões são, em algumas pessoas, as únicas provas de que elas dispõem dessa reação. Além disso, ela pode ser confundida até com micose, porém, ela não é contagiosa. A sua causa é a aceleração na renovação das células mortas presentes na epiderme por novas células.

Dessa maneira, a unha começa a crescer mais grossa e a esfarelar. Em alguns casos, a unha pode se descolar da carne. Muito embora não seja perigosa, exige que a pessoa siga o tratamento corretamente a fim de conseguir se curar. Apesar disso, não há um tratamento único, logo, é essencial o apoio de um profissional da área.

Quais os principais sintomas da psoríase ungueal?

Como percebemos, a psoríase ungueal é tão preocupante em comparação a outros tipos de doença. Portanto, é necessário procurar um médico e iniciar o tratamento rapidamente. Assim, você conquistará a cura de maneira correta e rápida.

Além dos sintomas clássicos já citados, trazemos outros que são frequentes, caracterizando a doença:

  • fragilidade das unhas;
  • pequenas depressões no relevo das unhas;
  • manchas amarelas, marrons ou rosas nas pontas das unhas;
  • sangramento;
  • perda do brilho natural e aspecto áspero.

Ao perceber esses sintomas, você deve evitar fazer as unhas com uma manicure. Apesar de a psoríase ungueal não ser transmissível, tirar a cutícula e passar esmalte podem diminuir as chances de sucesso no tratamento de ter unhas grandes e fortes.

Quais os tratamentos mais comuns?

Antes de tudo, é necessário lembrar que os investimentos com saúde são totalmente essenciais. No entanto, não se deve começar um tratamento sozinho. Tampouco pegar a receita de alguém e seguir como se fosse sua. Em suma, essa é uma má prática que pode piorar ainda mais o seu quadro.

Portanto, sempre procure um médico em todo e qualquer procedimento. Afinal, ele entenderá as suas necessidades e trará uma solução que melhor se adéqua ao seu quadro e que facilitará a sua recuperação. Dito isso, veja a seguir quais são as principais opções para o tratamento.

Aloe Vera

Conhecida como protagonista de várias soluções em cosméticos, a aloe vera é bastante benéfica e ajuda na recuperação da unha. Inegavelmente, ela já é popular entre diferentes gerações e lugares do mundo, além de ajudar no processo de hidratação da pele e dos cabelos.

As suas propriedades naturais de regeneração ajudam a melhorar o quadro da doença e nutrem profundamente as unhas. Para isso, basta extrair o gel do interior da planta e espalhar nas unhas. Após 30 minutos, é preciso lavar a área.

Cremes com Vitamina D

O mais indicado quando o assunto é creme para a psoríase ungueal é buscar aquele que tenha em sua composição a vitamina D. Afinal, esse creme, assim como a solução anterior, dispõe de ação anti-inflamatória e ainda ajuda na cicatrização rápida das unhas.

Sendo assim, o ideal é fazer uso desse creme de 2 a 3 vezes ao dia, conforme indicação médica. A ingestão de alimentos com vitamina D também é bem-vinda. Por isso, foque em uma dieta moderada com a presença dessa substância.

Peixe-médico

Esse é um tratamento alternativo que já existe em algumas clínicas. O peixe-médico, também conhecido como peixe garra rufa, se alimenta da pele lesionada pela psoríase. Assim, permite que haja o crescimento de uma nova pele, saudável. A frequência desse tratamento depende da avaliação do médico.

Esmaltes manipulados

Existem bases manipuladas que ajudam na recuperação das unhas. Sobretudo aquelas com substâncias que promovem a reconstrução e o fortalecimento das unhas. Sem dúvidas, essa é uma solução manipulada muito eficaz que ajuda a melhorar o aspecto e promover uma cura bem mais rápida.

Medicamentos específicos

Como foi dito, o tratamento de psoríase ungueal não é único. Afinal, as pessoas costumam se recuperar de maneiras diferentes com soluções diversas. Desse modo, há casos em que é necessário investir em determinados medicamentos. Entre eles, podemos citar tacrolimo, metotrexato, corticoides e alternativas biológicas.

O que fazer para não agravar os machucados?

De antemão, o indivíduo com psoríase ungueal precisa seguir boas práticas para não piorar ou dificultar o processo de tratamento. Por isso, conheça algumas dicas abaixo.

Evite alimentos com potencial inflamatório

Em resumo, pode haver um agravamento do quadro de psoríase nas unhas com a ingestão de determinados alimentos. São eles: a carne vermelha, embutidos e alimentos apimentados, assim como aqueles que possuem conservantes artificiais.

Por outro lado, salmão, atum, nozes, linhaça e castanhas são permitidos. Então, cuide bem da sua alimentação durante esse período. Se possível, aprenda a fazer substituições inteligentes que valorizam a sua qualidade de vida.

Use farinha de aveia

Você sabia que a farinha de aveia é capaz de auxiliar no tratamento de lesões da pele? Pois saiba que ela também hidrata, diminui a coceira e a dor. Para se beneficiar das propriedades da farinha de aveia, basta adicioná-la à água morna. Em seguida, mergulhar as mãos ou pés nessa mistura, por 20 minutos.

Modere o uso de produtos químicos

Ao fazer as tarefas domésticas, o uso de detergentes e sabões é frequente. Embora eles ajudem bastante a promover uma ótima limpeza, esses produtos podem causar danos para a pele das mãos e unhas.

Por isso, o uso de luvas, em especial aquelas feitas de algodão fino, é o mais recomendável para não irritar a pele. Além disso, estão também proibidos o uso de cremes e perfumes que não forem aprovados pelo seu dermatologista.

Por fim, gostaríamos de lembrar que as opções de tratamento descritas aqui são apenas possibilidades para que a psoríase ungueal não se agrave. Portanto, é fundamental o acompanhamento médico e não desistir do tratamento proposto. Isso porque a terapia pode ser lenta e apresentar os primeiros resultados somente a longo prazo.

Neste artigo, você conferiu informações importantes sobre a psoríase ungueal. Logo, se você for iniciar o seu tratamento, conte com um estabelecimento experiente no mercado que oferece soluções que se adéquam ao seu quadro e melhoram a reconstrução das suas unhas.

A QualiFarma SP dispõe de alternativas que ajudam nos mais variados tipos de tratamento. Seja para unhas, cabelos e pele. Por isso, clique aqui e fale com nossa equipe especializada!

1 comentário em “Psoríase ungueal: o que é e como tratar?”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima