fbpx
como tratar a insônia

Você sofre com insônia? Conheça nossas dicas para resolver o problema

Sem dúvidas, existem muitos problemas que impedem o indivíduo de ter uma boa qualidade de vida. Entre eles, não podemos nos esquecer da importância da qualidade do sono. Por isso, é interessante saber como tratar a insônia de uma maneira prática e eficiente.

Inegavelmente, a rotina pode favorecer ou não a nossa saúde. Nossos hábitos dentro e fora de casa devem ser pensados na intenção de não prejudicar o bom funcionamento do nosso organismo. Dito isso, nada melhor que promover uma autoanálise e valorizar o bem-estar.

Quer entender o jeito mais eficaz de combater a insônia? Então continue conosco e confira nossas dicas!

O que é a insônia?

Segundo pesquisa da MindMiners, cerca 65% da população brasileira apresenta dificuldade para dormir. Esse é um dado muito preocupante, intensificado com o aumento de responsabilidades em casa, com o home office sendo uma realidade para conter a proliferação do novo coronavírus.

Mas, o que caracteriza a insônia? Trata-se de um distúrbio do sono que impede o corpo de realizar o descanso necessário. Seja de maneira esporádica, durante dias ou do tipo crônica — aquela que se prolonga por mais de três semanas.

Quais são as principais causas da insônia?

Antes de entender como tratar a insônia, é interessante saber o que provoca esse distúrbio. O estresse e a ansiedade são alguns dos principais causadores. Afinal, certos acontecimentos da nossa rotina podem influenciar a qualidade do seu sono.

Por exemplo, problemas no trabalho, situações que causam nervosismo ou insegurança. Há também os traumas, os conflitos e as mudanças bruscas que abalam o emocional. Dessa forma, o psicológico abalado interfere na qualidade e quantidade do sono.

Além disso, o hábito de mexer no celular ou assistir televisão antes de dormir prejudica atrapalha a sonolência que leva a estados mais profundos do descanso. Fora esses fatores, há episódios que tornam algumas pessoas predispostas a tal comportamento. É o caso das mulheres que sofrem de menopausa ou estão grávidas.

Como tratar a insônia e evitar seus efeitos colaterais?

Em suma, nosso sono deve ter uma duração de oito horas. Desse modo, o corpo relaxa e ficamos com mais disposição para realizar nossas tarefas cotidianas. No entanto, caso você sofra de insônia, procure um médico e adote alguns cuidados diários.

Por exemplo, pratique exercícios de modo regular, preferencialmente pela manhã, e opte por uma alimentação saudável. Além disso, realize a terapia da higiene do sono, evitando cochilos à tarde, mantendo um horário fixo para dormir e acordar. Ademais, evite o uso de aparelhos eletrônicos no momento de dormir. Vale lembrar que é preciso evitar o café, álcool, cigarro ou alimentos muito pesados, principalmente à noite.

Fora esses cuidados, existem algumas opções para contornar esse problema. Confira quais são nos subtópicos abaixo.

Terapias naturais

Atualmente, existem produtos naturais manipulados ou industrializados que auxiliam nesse problema, como o Saffrin. Trata-se de um ativo natural que ajuda na redução do estresse e na regulação do sono. Outra opção é o uso de óleos naturais, como os florais de Bach. Além disso, foque também em chás que ajudem a relaxar. O de camomila, passiflora e o da raiz valeriana são bons exemplos. As terapias alternativas também são muito recomendadas, como massagens, meditação, aromaterapia e acupuntura.

Outra ótima opção natural é o Relora®. Ele foi desenvolvido para controlar sintomas de ansiedade, como preocupação, irritabilidade, agitação, medo, raiva, tensão muscular e fissura, sem causar os efeitos colaterais comuns associados a drogas ansiolíticas, como a sedação. Relora® tem propriedades relaxantes, mas não é sedativo.

Ademais, o 5-HTP também é uma ótima opção. Trata-se de um aminoácido natural, com ação semelhante ao triptofano, precursor do neurotransmissor serotonina, proporcionando sensação de bem-estar. Clique aqui para comprar na QualiFarma SP.

Tratamentos com medicamentos

Em casos mais severos de insônia, normalmente, o médico recomenda o uso de certos ansiolíticos. Mas vale lembrar que, nesses casos, é essencial o auxílio e o acompanhamento de um profissional da área de saúde.

Isso é importante porque a automedicação pode piorar o problema e colocar o indivíduo em risco. Portanto, não use a receita de alguém para adquirir um medicamento. Além disso, certos fármacos podem trazer dependências ou efeitos colaterais. Então, opte sempre pelo tratamento personalizado para se recuperar da melhor maneira possível.

Neste artigo, você descobriu o que é e como tratar a insônia. Desse modo, não normalize tal situação e realize as mudanças benéficas necessárias. Assim, você terá uma melhor qualidade de vida.

Gostou desse conteúdo? Que tal compartilhar este artigo em suas redes sociais? Desse modo, você influencia a adoção de bons hábitos na rotina das pessoas do seu ciclo de convívio.

Comments

comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima