Qualifarma
Pesquisar
Close this search box.

Conheça os sintomas do intestino preso e saiba como contornar o problema

Normalmente, as pessoas procuram dicas para uma vida mais saudável após passarem por uma doença que gerou muito desconforto, e que as fizeram repensar a própria qualidade de vida. Um dos exemplos que motiva essa mudança é quando o indivíduo apresenta sintomas de intestino preso.

Devido à correria do dia a dia e à má gestão do tempo, muitas pessoas deixam de lado as rotinas de cuidado com o corpo. No entanto, pode-se reverter tal realidade e optar por ações que preservam o bom funcionamento do seu organismo.

Nos tópicos abaixo, você entenderá um pouco mais sobre a popular prisão de ventre e o que é possível ser feito para contornar o problema. Continue conosco e tenha uma boa leitura!

Os principais sintomas de intestino preso

Hoje em dia, é muito comum conhecer pessoas que passam por tal situação. Apesar de ser mais frequente em mulheres e em idosos, a prisão de ventre pode afetar pacientes de diversas idades e em diferentes momentos da vida.

Ela caracteriza-se pela vontade de ir ao banheiro e não conseguir evacuar. Há casos nos quais alguns conseguem, mas é em uma quantidade menor que o normal, deixando a sensação de que a evacuação não foi o suficiente.

Essa realidade gera um enorme desconforto, além de causar dores abdominais e inchaço na barriga. Os sintomas de intestino preso chegam também a impactar a saúde mental, pois o mal-estar gerado pode ser um gatilho para o estresse e crises de ansiedade.

Os principais motivos da prisão de ventre

Pessoas que apresentam sintomas de intestino preso têm uma alimentação com pouca ou quase nenhuma presença de fibras. Ou seja, massas integrais, arroz integral, frutas vermelhas, aveia, cevada, granola, legumes, verduras e, também, coco ralado ou fresco.

O baixo consumo de água influencia no desenvolvimento da prisão de ventre, assim como a falta de atividades físicas, seja por meio da prática de esportes ou exercícios físicos. Há aqueles que fazem o uso de laxantes nessas situações, mas essa solução gera dependência, prejudica a flora intestinal e complica ainda mais seu organismo.

Dicas para contornar o problema

Para evitar o aparecimento dos sintomas de intestino preso, o ideal é consumir pelo menos dois litros de água por dia, e adotar uma alimentação equilibrada, rica em fibras. Como foi dito, a má alimentação é o principal fator que resulta na prisão de ventre.

É interessante seguir uma dieta que inclua fibras até mesmo nos seus horários de lanche. É bom lembrar que existem os alimentos laxativos, popularmente conhecidos por laxantes naturais, que não são nocivos. Por exemplo, ameixas, berinjela, aveia, milho e mamão.

A saber, também é possível manipular fórmulas naturais, como o pool de lactobacilos com Fibregum B®. Os primeiros, são bactérias do bem, que auxiliam a manutenção da flora bacteriana intestinal. Assim, o uso de probióticos contribui para a absorção de nutrientes essenciais. É indicado como auxiliar no tratamento da síndrome do intestino irritado, prisão de ventre, distensão abdominal e flatulência. Por sua vez, Fibregum B® é uma fibra prebiótica, extremamente importante para a proteção, o funcionamento mecânico e metabólico do intestino.

Além dessas ações, separe um tempo para as atividades físicas e escolha aquelas que combinam mais com seu perfil. Se sua situação não se resolver, não deixe de procurar a ajuda de um profissional especializado.

Durante a leitura deste artigo, você conheceu os principais sintomas de intestino preso e como é possível combatê-los de forma caseira. Portanto, comece a mudar seu estilo de vida para estar com o corpo e a mente sempre saudáveis.

Quer ficar por dentro de mais dicas que favoreçam a sua vitalidade? Então, não deixe de assinar nossa newsletter com conteúdos relacionados a saúde e qualidade de vida. E se você quiser mais informações sobre a fórmula natural citada neste artigo, clique aqui para falar com nossa equipe especializada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima