Qualifarma
Pesquisar
Close this search box.

Fibras para emagrecer: o que é verdade e o que não é?

É possível consumir fibras para emagrecer? É verdade que precisamos de certas vitaminas e nutrientes que ajudam no bom funcionamento do nosso organismo. Entre as opções de consumo diário, a fibra se destaca por ajudar a manter a saúde do nosso intestino.

O gerenciamento de peso é um desafio para muitas pessoas. Inclusive, existem diversas dietas da moda que prometem resultados milagrosos a curto prazo. No entanto, investir nessas soluções é colocar em risco a própria saúde.

Por isso, vamos desmistificar o consumo de fibras para ter uma melhor digestão e contribuir para uma boa qualidade de vida. Confira a seguir!

Quais os benefícios das fibras no organismo?

De modo geral, alimentos ricos em fibras ajudam na absorção de gordura e açúcar de outros alimentos, retardando a digestão. Isso traz uma sensação de saciedade por mais tempo e melhora a passagem de cada alimento durante o processo digestivo.

Então, sim. É realmente verdade apostar nas fibras para emagrecer. No entanto, queremos lembrar que antes de iniciar qualquer dieta, é necessário contar com a ajuda de um profissional da área da saúde. Afinal, ele indicará as quantidades essenciais e adequadas para a sua necessidade.

Por que as fibras ajudam no emagrecimento?

As fibras são alimentos que aumentam a sensação de saciedade e são processados de uma maneira mais lenta pelo organismo. Desse modo, o indivíduo fica satisfeito com o que consumiu e passa mais tempo sem sentir fome.

Em relação ao gerenciamento de peso, as fibras são uma ótima escolha para agregar valor no processo de perda de gordura corporal. Afinal, são capazes de agir com uma verdadeira esponja que absorve gorduras e açúcares, substâncias que em demasia causam muitos malefícios ao corpo. Logo, é essencial ingerir a quantidade certa, conforme as indicações do seu médico de confiança.

Apesar de serem bastante benéficas e melhorarem consideravelmente o resultado da sua dieta, a moderação em todo tipo de consumo é fundamental. Ao passo que é por meio do equilíbrio que podemos ter mais qualidade de vida tanto na valorização da saúde física quanto mental.

Quais os tipos de fibras para emagrecer?

No geral, uma pessoa adulta deve consumir entre 25 e 35 gramas de fibras por dia. Desse modo, é interessante que toda a refeição do seu dia contenha a presença delas. No entanto, não é todo tipo de fibra que ajuda na absorção de lipídeos, nem ela é capaz de absorver toda a gordura do organismo. Por isso, conheça abaixo os dois tipos de fibras para emagrecer.

Insolúveis

São aquelas que não passam pelo processo de fermentação no intestino. Entretanto, elas ajudam a melhorar o trânsito intestinal, pois não sofrem alterações ao passar pelo estômago. Algumas substâncias que podemos destacar são: a inulina, presente na cebola e no alho; as gomas, disponíveis no farelo de cevada e de aveia; e as mucilagens, provindas das sementes.

Diante disso, as fibras insolúveis são aliadas no combate à prisão de ventre, na redução do contato do intestino com determinadas substâncias tóxicas e na prevenção de câncer de cólon. Elas ajudam a aumentar o volume das fezes e são capazes de estimular os movimentos peristálticos (contração e relaxamento dos músculos no trato digestivo).

Solúveis

As fibras solúveis proliferam de bactérias benéficas ao emagrecimento no sistema digestivo e reduzem os picos glicêmicos. Em outras palavras, são as fibras solúveis que funcionam como esponjas, absorvendo gorduras e açúcares dos alimentos. Elas estão presentes, em sua maioria, nas frutas cítricas, como laranja, acerola, abacaxi e limão.

Entre os elementos principais podemos citar a lignina, nos grãos integrais, e a celulose, nas frutas com cascas e farinha de trigo.

Quais alimentos podem ser inseridos na dieta?

Se você analisar, verá que dá para incluir as fibras nas diversas refeições que fazemos durante o dia e à noite. O objetivo de usar as fibras para emagrecer é algo favorável à sua saúde e não vai colocar você em uma situação de risco. Por isso, confira abaixo algumas opções que não podem ficar de fora da sua dieta:

  • frutas: laranja, goiaba vermelha com casca, pera, jambo, tamarindo ou maçã.
  • leguminosas: lentilha, soja, feijão, ervilha ou grão-de-bico;
  • folhas verdes: folha de couve, brócolis, alface, agrião, acelga ou salsão.

Os alimentos integrais colaboram para o seu gerenciamento de peso, previnem doenças cardiovasculares e ajudam a fortalecer a saúde bucal. Dito isso, sempre que for às compras no supermercado, faça essa substituição inteligente e inclua também os cereais na rotina.

Como inserir mais fibras na alimentação?

Primeiramente, é necessário rever o cardápio para verificar que ele tem fibras em todas as refeições. Já no café da manhã é possível ingerir grãos integrais, como trigo integral, aveia e centeio, em busca de começar o dia com mais energia e vigor. Assim, você realiza suas demandas pessoais e profissionais e, em conformidade, fica em dia com seu gerenciamento de peso.

Em relação ao almoço, certifique-se de que tenha porções de legumes e hortaliças no seu prato, como beterraba, abobrinha, couve ou espinafre. Eles também podem se fazer presentes na janta, uma vez que são responsáveis por melhorar a qualidade do sono.

Ou então, uma batata-doce, um tipo de leguminosa, arroz integral e legumes crus. Além disso, opte por incluir folhas, se possível uma salada antioxidante que ajuda a favorecer a sua imunidade.

Quanto aos lanches, prefira alimentos integrais como barras de cereais, pães integrais ou demais opções feitas com farelos e grãos. Além disso, opte pela suplementação, quando necessário. Se seu organismo apresenta uma quantidade muito baixa de fibras, peça para o seu médico um suplemento alimentar. Afinal, há pessoas que têm dificuldade em absorver tal nutriente.

Neste artigo, você compreendeu que é possível, sim, usar fibras para emagrecer. No entanto, sempre na medida certa e sem cometer excessos. Em todo caso, procure um nutricionista e obtenha uma solução personalizada a fim de investir na melhora da sua saúde diariamente.

Se você gostou dessas dicas, aproveite para assinar a nossa newsletter e receber conteúdos periódicos que vão ajudar a melhorar a sua saúde e o seu bem-estar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima