Qualifarma
Pesquisar
Close this search box.

Sabonete íntimo faz mal? Nós explicamos!

Uma vida saudável começa com os cuidados do corpo, tanto por dentro quanto por fora. Por isso, a higiene é essencial não somente para o bem estar, mas principalmente para a manutenção da saúde. Contudo, não é incomum surgirem dúvidas sobre o assunto. Um exemplo de uma pergunta muito discutida é se o sabonete íntimo faz mal.

Caso você já tenha se interessado antes sobre como ter uma vida saudável, é muito provável que já tenha se deparado com a questão sobre o sabonete para a região íntima.

Porém, a verdade é que não existe uma resposta definitiva entre os médicos. Existem informações sobre o assunto que podem ajudar você a decidir se vale a pena usar o produto ou não.

Então, vamos ver se o sabonete íntimo faz mal e como cuidar melhor da região vaginal. Continue a leitura!

Sabonete íntimo faz mal?

Apesar de não haver uma resposta definitiva para o assunto, existem algumas informações importantes. Por exemplo, a água e o sabonete neutro são ideais para fazer a higienização da vagina e manter o pH da região.

Sabe-se que a região íntima da mulher tem um pH ácido, ao contrário do alcalino, que é encontrado em sabonetes comuns. Por isso, o recomendado é que qualquer produto para área vaginal não altere o pH ácido natural local.

Como fazer a higienização da região íntima?

Na verdade, o mais importante é saber usar os produtos. O correto é aplicá-los diretamente na região íntima, colocar uma pequena quantidade nas mãos e esfregar suavemente a pele. Após este processo, a região deve ser bem enxaguada.

O que não se deve fazer, é aplicar qualquer tipo de produto na região interna da vulva. Esta deve ser lavada apenas com água, e o sabonete é aplicado apenas na região externa da área íntima. Deve-se, também, evitar usar a ducha higiênica, pois ela também pode afetar a flora vaginal.

Outro ponto importante a observar é a frequência do uso dos sabonetes. A vagina já tem um mecanismo fisiológico próprio, o que significa que os produtos não devem fazer parte da rotina.

Eles podem ser usados durante o período menstrual, ou em casos de uma rotina extensa, onde se fica muito tempo fora de casa. Afinal, a vulva, assim como a axila, é um dos locais do corpo que mais transpiram, podendo demandar uma higiene mais eficaz, dependendo da situação.

Algumas dicas de cuidados com a área íntima

Agora que já ficou mais claro se o sabonete íntimo faz mal, é interessante reforçar algumas dicas de cuidados com a região.

Primeiramente, é preciso que a alimentação seja adequada. A flora vaginal é bem delicada e, caso a dieta seja desbalanceada, pode haver um desequilíbrio na região. O ideal são refeições com frutas, verduras e alimentos integrais. Além disso, é preciso evitar o cigarro, álcool e açúcar em excesso.

Outra ótima dica é em relação à roupa íntima. O mais recomendado é usar tecidos de algodão ou outros tipos que facilitem a respiração da pele. Como dito acima, a região transpira bastante. Além disso, é bom evitar que a roupa íntima seja muito apertada. E na hora de dormir, dispensar essa peça de roupa é uma boa opção.

Agora que você já sabe esclareceu suas dúvidas sobre o sabonete íntimo, compartilhe este artigo nas suas redes sociais! Assim, você pode ajudar qualquer pessoa que tenha dúvidas sobre o assunto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima