Qualifarma
Pesquisar
Close this search box.

Estresse e cortisol: entenda a relação e os prejuízos para a saúde

O cortisol é um dos hormônios mais conhecidos, e regula diversas funções do organismo. Sobretudo, ele está relacionado com as sensações de prazer e bem-estar. A saber, esse hormônio perde o equilíbrio quando estamos em situações de estresse. Mas afinal, o que é cortisol?

Continue a leitura para entender suas funções no organismo e sua relação com o estresse.

O QUE É CORTISOL?

Produzido pelas glândulas suprarrenais, o cortisol ajuda o organismo a controlar o estresse, reduzir inflamações, contribui para o correto funcionamento do sistema imunológico e mantém os níveis de açúcar no sangue equilibrados, assim como a pressão arterial. Em situações de estresse e ansiedade, seus níveis ficam elevados no sangue, podendo desencadear problemas de saúde que veremos ao longo do texto.

PRODUÇÃO DE CORTISOL NO ORGANISMO

A alta quantidade de produção do hormônio, assim como a baixa presença do cortisol no sangue, podem causar disfunções de saúde. No entanto, é normal que a quantidade de cortisol tenha variações durante o dia. Logo de manhã, é o período que os níveis de cortisol estão mais altos: 8,7 a 22 microgramas por decilitro de sangue, e à noite, o nível cai para menos de 10 microgramas por decilitro de sangue.

Porém, é preciso fazer o teste para verificar a quantidade de cortisol circulante no sangue. Assim, será possível identificar algumas disfunções e tratá-las rapidamente. 

NÍVEIS ALTOS DO HORMÔNIO

Três situações mais comuns podem elevar os níveis do hormônio no organismo: estresse contínuo, a presença de um tumor na glândula suprarrenal ou o consumo de corticoides por mais de 15 dias. Dessa forma, podem ser observados os seguintes sintomas:

  • Aumento de peso;
  • perda de massa muscular;
  • baixo crescimento;
  • aumento do risco de osteoporose;
  • dificuldades no aprendizado;
  • cognição com falhas (perda de memória);
  • menstruação irregular;
  • aumento da sede e micção constante;
  • diminuição da libido sexual.

Outra patologia capaz de aumentar os níveis de cortisol no sangue, é a Síndrome de Cushing. Caracteriza-se pelo aumento rápido de peso, presença de gordura abdominal, pele oleosa e queda de cabelo. Por isso, é preciso sempre realizar os testes de rotina com um médico, para garantir que a sua saúde está em dia. 

NÍVEIS BAIXOS DO HORMÔNIO

A baixa produção de cortisol também traz prejuízos para a saúde. Essa condição também é chamada de hipoadrenalismo primário, e as causas podem ser depressão crônica, inflamação, tumores ou alguma infecção. Como resultado, a pessoa experimenta sintomas como:

  • Dor nos músculos e articulações;
  • falta de apetite;
  • fadiga e falta de disposição;
  • hipoglicemia;
  • anemia e infecções constantes;
  • pressão baixa;
  • febre baixa.

Portanto, a consultar-se com um médico para a realização de exames é sempre a melhor opção para prevenir e tratar doenças. Nem sempre a alteração nos níveis de cortisol indicam a existência de uma doença, mas o ideal é identificar as causas e receber o tratamento adequado.

Gostou deste artigo? É de extrema importância que se busque uma vida mais equilibrada, evitando-se ao máximo o estresse, driblando seus impactos sobre a saúde!

Referências: Tua Saúde, Menthes e Minha Vida

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima