Qualifarma
Pesquisar
Close this search box.

Dietas da moda: quais riscos elas trazem para sua saúde?

Sempre que nos deparamos com as dietas da moda, pensamos logo em resultados rápidos. O desejo de conseguir emagrecer é o que nos leva a tomar medidas radicais, o que inclui mudanças bruscas na alimentação. No entanto, somente um planejamento a longo prazo, focado em uma alimentação saudável e mudanças de hábitos, poderá trazer transformações permanentes.

Além disso, é preciso entender como nosso organismo funciona, levando em conta que cada pessoa possui um metabolismo diferente. Essas características nunca são consideradas pelas dietas da moda, ou seja, são regras direcionadas para todos. Ademais, raras são as dietas da moda que possuem fundamento médico/científico. 

Sobretudo, é preciso muita cautela com as alterações que realizamos em nossa alimentação. Um risco que pode trazer diferentes problemas para a saúde, caso não haja um acompanhamento médico. Mas quais são esses possíveis problemas? Entenda a seguir!

PRIVAÇÃO DE NUTRIENTES

É comum que as dietas da moda proponham a exclusão de algum tipo de alimento. Para o organismo, essa alteração repentina implica na falta de absorção de um ou vários nutrientes. Essa carência nutricional, associada à prática de jejum sugerida pelas dietas, interfere nos níveis hormonais e nas substâncias responsáveis por regular o apetite.

Dessa maneira, uma das consequências é a lentidão do metabolismo, ou seja, seu corpo estará queimando menos calorias que o normal. Afinal, ativou um mecanismo de defesa para guardar energia. Também surge o desejo por doces, porque aumenta a vontade de alimentos que fornecem glicose rápida.

TRANSTORNOS ALIMENTARES

Pesquisadores da Universidade Federal de Pernambuco chegaram à conclusão que, o corte de calorias aumenta as chances de desenvolver transtornos alimentares. Isso significa que pode também podem se desenvolver quadros de bulimia ou compulsão alimentar. Por isso, é preciso ficar alerta e adotar hábitos para uma vida saudável.

FRAQUEZA E FADIGA

Sem a devida quantidade de vitaminas e minerais, é natural sentir sintomas como fraqueza e fadiga. Isso demonstra que as dietas da moda têm função restritiva, causando alterações no processos fisiológicos. 

PERDA DE PESO ACELERADA

Pode parecer que os efeitos são positivos assim que se obtém uma perda de peso rápida. No entanto, é uma ilusão: se perde rápido a água corporal e não a gordura visceral e a gordura periférica. O efeito pode ser o contrário: o organismo se vê “em perigo” pela restrição alimentar, e trata de reservar de todos os modos essa fonte de energia. 

Portanto, somente uma reeducação alimentar em conjunto com a prática de exercícios é capaz de reduzir a gordura de forma gradual e lenta. Outro benefício dessa prática, é que promove a perda mínima de massa magra.

EFEITO SANFONA

Muitos casos associados às dietas da moda causam o tal “efeito sanfona”. Isso acontece devido à mudança de hábito radical que ocorre sem nenhum planejamento alimentar, obrigando ao corpo a armazenar gordura e a diminuir a velocidade do metabolismo.

O outro efeito negativo, é que dependendo da dieta, muitas vezes é impossível manter a privação alimentar. Após a perda de peso, a pessoa volta a consumir os alimentos que foram suprimidos. Dessa forma, aparece novamente o efeito sanfona, onde o peso antigo é recuperado rapidamente e, em alguns casos, há um ganho extra de peso.

Como comentamos, é preciso sempre buscar orientação profissional, seja na hora de fazer uma dieta ou ao começar a prática de exercícios físicos. Caso também seja possível, o acompanhamento da saúde mental também é interessante, pois trabalha o psicológico, tratando a ansiedade, o que auxilia na transformação dos hábitos.

Gostou do nosso artigo? Conta pra gente se você já tentou alguma dieta da moda, e qual foi sua experiência! 

Referências: Folha de Vitória e Minha Vida

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima