Qualifarma
Pesquisar
Close this search box.

Estresse oxidativo: o que é e como você pode combatê-lo

Já ouviu falar em estresse oxidativo? O meio em que vivemos e os hábitos de vida influenciam diretamente a nossa qualidade de vida, podendo gerar esse efeito no organismo. Além da condição física e a questão da alimentação, fatores externos também são responsáveis por certas consequências no corpo. Portanto, é essencial saber quais são e buscar alternativas que restaurem nosso equilíbrio físico e mental.

A manutenção da saúde requer cuidados diários que proporcionem qualidade de vida. Felizmente, a atenção ao cuidado com o próprio corpo tem crescido e impulsionado mudanças de hábitos. Por isso, nada melhor que conhecer a raiz de certos problemas de saúde e saber com exatidão as melhores maneiras de resolvê-lo.

Diante disso, continue conosco e veja o que é estresse oxidativo, como ele se manifesta no organismo e quais são as condições que afetam esse processo. Boa leitura!

O que é estresse oxidativo?

Os radicais livres são moléculas que contêm oxigênio em um determinado número de elétrons, permitindo reagir com outras moléculas. Entretanto, quando esses compostos são produzidos em excesso, trazem efeitos nocivos ao nosso corpo.

Ou seja, quando a presença desses compostos ultrapassa a porcentagem habitual, passamos a sofrer de estresse oxidativo, um desequilíbrio entre a produção de compostos oxidantes e a capacidade do sistema antioxidante do organismo. Por sua vez, esse é um efeito que traz malefícios à pele e ao organismo, pois promove desde alterações na barreira epitelial até mudanças no núcleo da célula.

Como ele se manifesta no corpo?

Normalmente, se você leva uma vida bastante sedentária e conduz uma alimentação pobre em compostos bioativos, há grandes chances de ser alvo do estresse oxidativo. Ainda mais na rotina de indivíduos que sofrem de alterações de humor, ansiedade, desequilíbrio emocional e cansaço constante.

Essa condição provoca o enfraquecimento do sistema imunológico e gera um desequilíbrio que ajuda a proporcionar o envelhecimento precoce. Assim, a pessoa passa a ficar vulnerável à formação de rugas na pele e ao aparecimento de determinadas doenças, como:

  • Parkinson e Alzheimer;
  • aterosclerose;
  • pressão alta;
  • condições inflamatórias;
  • doenças cardíacas;
  • câncer. 

Quais as condições e os hábitos que afetam esse processo?

Geralmente, o estresse oxidativo se apresenta na rotina de pessoas que bebem em excesso, têm o hábito de fumar e vivem estressadas. Diante disso, esse desequilíbrio permite a diminuição na atividade celular e o corpo começa a sofrer as consequências, como o aparecimento de cabelos brancos, linhas de expressão e ativação de diversas vias inflamatórias.

No entanto, fatores ambientais também podem gerar o estresse oxidativo, como: contato com resíduos químicos, permanência em locais com grande poluição do ar e intoxicações com metais pesados. Por fim, infecções e doenças como diabetes são outros agravantes.

Portanto, é essencial procurar um médico de sua confiança. Assim, ele saberá passar um diagnóstico em consideração com os seus sintomas e fatores genéticos, bem como vai considerar quais aspectos internos e externos promovem essa condição no seu corpo.

Quais hábitos podem combater o estresse oxidativo?

Primeiramente, é essencial focar na qualidade do sono e não negligenciar às 8h diárias de descanso do corpo. Afinal, sem esse repouso você não terá disposição para conduzir com excelência suas tarefas profissionais e pessoais. 

Em seguida, procure promover hábitos diários que afastem esse malefício. Por exemplo, melhore sua alimentação sob a orientação de um especialista, com uma dieta equilibrada e rica em antioxidantes.

Também pratique atividades físicas do seu interesse e evite práticas como fumar e beber. Por fim, tente não se expor à poluição ambiental e procure hábitos para combater o estresse da rotina. Assim, é possível melhorar a qualidade de vida e garantir sua longevidade.

Neste conteúdo reunimos várias informações a respeito do estresse oxidativo. Diante disso, considere nossas dicas em busca de implantar mudanças que permitam seu bem-estar diário.

Gostou do nosso artigo? Então não deixe de compartilhar este artigo nas suas redes sociais e incentivar seus amigos a melhorar o estilo de vida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima