Qualifarma
Pesquisar
Close this search box.

Farmácia fitoterápica: Como esses medicamentos funcionam? 

Os efeitos curativos das plantas fazem parte do conhecimento milenar da humanidade. Essa maneira natural de combater os males do organismo evoluiu para o que conhecemos hoje como farmácia fitoterápica. Ela se caracteriza por ter como matéria prima o uso exclusivo de vegetais. 

Assim como os medicamentos industrializados, os fitoterápicos também passam por testes de eficácia. Com isso, o paciente fica seguro sobre aquilo que está ingerindo. Assim como, também fica ciente dos efeitos que o medicamento fitoterápico terá em seu corpo.

Além disso, a farmácia fitoterápica disponibiliza tratamentos para diversos sintomas e, em alguns casos, algumas doenças. A busca por formas mais naturais de tratamento é que levado mais pessoas recorrem aos fitoterápicos. Quer saber como eles atuam no organismo? Continue a leitura! 

O QUE SÃO OS MEDICAMENTOS FITOTERÁPICOS?

Como falamos, os medicamentos fitoterápicos são obtidos de derivados vegetais. Entretanto, não são considerados medicamentos fitoterápicos as substâncias ativas isoladas, sintéticas ou naturais, nem sua associação com extratos vegetais. 

Assim como os medicamentos tradicionais, os fitoterápicos também seguem normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e sua produção é fiscalizada pela mesma. Os benefícios e cuidados relacionados aos fitoterápicos são comprovados por meio de estudos farmacológicos e toxicológicos. A saber, são indicados pela Organização Mundial da Saúde (OMS). 

Além disso, os medicamentos fitoterápicos diferem das plantas medicinais, principalmente pela maneira como são produzidos. Isso frequentemente causa dúvidas.  Mas não se preocupe, explicaremos a seguir

DIFERENÇAS ENTRE AS PLANTAS MEDICINAIS

E OS FITOTERÁPICOS 

O uso de plantas medicinais geralmente é feito por meio de chás, infusões, sucos, macerados, entre outros. É quando há a produção industrial da planta medicinal que o cenário muda. Sendo assim, a sua manipulação prevê que haja o menor risco possível de contaminações para quem faz seu uso. Assim como, é produzida em uma dosagem específica, ideal para seu uso seguro. Quando esse processo de manipulação ocorre, é que surge o medicamento fitoterápico.

É por isso que os casos de intoxicações com plantas medicinais são comuns, já que não existe um uso padronizado e em dosagens específicas. Entretanto, o uso dos medicamentos fitoterápicos sem orientação médica também podem ocasionar efeitos colaterais, como qualquer outro medicamento. 

Para evitar problemas, é importante fazer uma consulta médica e ser informado sobre o uso adequado desses produtos. Ainda assim, os fitoterápicos apresentam menos riscos para a saúde, pois o princípio ativo está em menor concentração em comparação aos medicamentos convencionais. 

USO DE FITOTERÁPICOS

O Sistema Único de Saúde (SUS) faz uso da farmácia fitoterápica em diversos tipos de tratamentos. Entre eles, para uso ginecológico, auxiliares terapêuticos de gastrite e úlcera, tratamentos de queimadura, artrite e osteoartrite. E nos últimos anos, é crescente a entrada de fitoterápicos na rede pública de saúde. 

Além disso, os medicamentos fitoterápicos podem ser encontrados nas farmácias de manipulação. Os interessados em obter o produto, devem estar atentos ao histórico da farmácia, qualidade dos manipulados, se possui um farmacêutico presente e demais pontos decisivos na escolha da farmácia. Essa é uma maneira de garantir a obtenção de medicamentos manipulados de boa procedência e qualidade. 

Na QualiFarma, nós fazemos a manipulação de medicamentos fitoterápicos! Com 22 anos de experiência, produzimos medicamentos com excelência e a qualidade que você pode confiar. Clique aqui para enviar sua receita!

Referências: Ministério da Saúde, Minha Vida e Portal Anvisa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima