Qualifarma
Pesquisar
Close this search box.

Criança com intestino preso: o que fazer quando isso acontecer?

Criança com intestino preso é um problema comum e pode ser preocupante para os pais. Portanto, é fundamental estar ciente das estratégias adequadas para ajudar a aliviar esse desconforto.

Em primeiro lugar, é essencial estabelecer uma dieta equilibrada e rica em fibras para promover a regularidade intestinal. Além disso, incentive a ingestão adequada de água, estabeleça uma rotina para as refeições e banheiro e promova a atividade física para manter o sistema digestivo saudável.

Ao longo deste artigo, vamos esclarecer dúvidas sobre como lidar com uma criança com intestino preso. Continue a leitura e saiba o que fazer quando isso acontecer. 

Quais as causas da prisão de ventre em crianças e bebês?

Como foi possível compreender, uma criança com intestino preso pode ser uma situação comum no cotidiano da infância. Contudo, conhecer os sinais e suas diferenças entre crianças e bebês é essencial para lidar com cada caso.

A prisão de ventre em bebês, por exemplo, pode ser causada por uma dieta inadequada, principalmente com a transição da amamentação para alimentos sólidos. A introdução de novos alimentos pode resultar em uma ingestão insuficiente de fibras e reações alérgicas ou intolerâncias alimentares, contribuindo para a constipação.

Já em crianças mais velhas, a prisão de ventre pode estar relacionada a fatores emocionais, como o estresse ou ansiedade, que podem afetar negativamente o sistema digestivo. Além disso, uma dieta pobre em fibras, falta de exercício físico e não seguir regularmente a necessidade de ir ao banheiro também são causas comuns.

Algumas condições médicas, como síndrome do intestino irritável ou distúrbios hormonais, também podem desempenhar um papel na constipação em crianças mais velhas. Portanto, identificar a causa subjacente e buscar orientação médica é crucial para que seja possível desenvolver estratégias para ajudar a criança com intestino preso a conquistar um sistema digestivo saudável.

Como identificar a criança com intestino preso?

Identificar se a criança está sofrendo de prisão de ventre requer atenção aos sinais e sintomas que podem indicar problemas digestivos. Portanto, é essencial que os pais ou responsáveis estejam atentos aos sinais que a criança com intestino preso demonstra. Conheça os mais comuns:

  • frequência irregular de evacuações;
  • fezes duras e ressecadas, acompanhadas de esforço ou desconforto durante a evacuação;
  • reclamação frequente de dor abdominal;
  • inchaço ou distensão abdominal;
  • aparecimento de sangue nas fezes (sinal de constipação crônica).

É comum que as crianças evitem a ida ao banheiro justamente porque a condição incomoda e dificulta a atividade. Por isso, é crucial que os pais e responsáveis estejam atentos a esses sinais para intervir precocemente e aliviar o desconforto da criança.

Como ajudar a criança com intestino preso?

Como foi possível compreender até aqui, mesmo que a situação seja comum, a criança com intestino preso fica desconfortável e pode desenvolver uma condição crônica caso não haja o tratamento adequado.

Para evitar o desconforto da criança com intestino preso, confira as dicas de como você pode tentar contornar a situação em casa.

Incentive uma alimentação saudável e rica em fibras: incentive a hidratação e inclua alimentos ricos em fibras na dieta, como frutas, legumes, grãos integrais e cereais, além de evitar alimentos processados.

Mantenha uma rotina e hábitos no banheiro: estabeleça horários regulares para as refeições e para usar o banheiro, visando regularizar a condição da criança com intestino preso.

Promova a atividade física: o exercício regular ajuda a manter o sistema digestivo saudável, portanto, encoraje atividades ao ar livre e jogos que envolvam movimento.

Mantenha o estresse sob controle: preste atenção às emoções da criança e ajude ela a lidar com o estresse de maneira saudável para evitar que fique com o intestino preso.

Busque ajuda profissional: se as mudanças na dieta e no estilo de vida não estão ajudando ou se a constipação é frequente e dolorosa, consulte um pediatra. Ele pode recomendar tratamentos adicionais, como suplementos de fibra ou laxantes, como o PEG 400, responsável por aliviar a prisão de ventre e os sintomas da constipação intestinal, ou o Psyllium, que forma uma massa gelatinosa que limpa as paredes intestinais, transporta toxinas e resíduos e tem um excelente efeito laxante.

Lidar com uma criança com intestino preso requer paciência e consistência. Por isso, criar um ambiente de apoio e incentivar hábitos saudáveis desde cedo para promover um sistema digestivo saudável ao longo da vida é primordial.

Gostou deste conteúdo? Assine nossa newsletter e receba conteúdos sobre saúde toda semana!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima