Qualifarma
Pesquisar
Close this search box.

Você sabe quais são as principais consequências da obesidade? Veja aqui!

A estética é uma questão muito importante e nos ajuda a trabalhar a própria autoestima. Entretanto, quando falamos das consequências da obesidade, queremos alertar em relação aos cuidados com a própria saúde.

Isso porque existem muitos problemas relacionados a esse assunto que podem se agravar caso não aconteça uma mudança no estilo de vida. Atualmente, o número de obesos e indivíduos com sobrepeso cresce bastante, atingindo cerca de 96 milhões de pessoas no país, segundo dados do IBGE. Por isso é necessário mudar essa realidade e conscientizar a todos.

Pensando nisso, continue conosco e entenda a melhor maneira de contornar a obesidade em busca de alcançar a longevidade de um jeito saudável. Boa leitura!

Os critérios considerados para indicar a obesidade

De modo geral, é necessário seguir uma determinada fórmula para identificar o Índice de Massa Corpórea (IMC) do indivíduo. Para isso, divide-se o peso pela altura x altura. Se o resultado for igual ou superior a 30 kg/m² é porque está dentro do que é classificado por obesidade, pois atingiu o grau I. Já o grau II varia entre 35 a 39,9 kg/m². Por último, existe o grau III com uma classificação maior que 40 kg/m².

As principais consequências da obesidade

Normalmente, a falta de exercícios diários e de uma alimentação saudável faz com que o indivíduo leve uma vida sedentária. Entretanto, o excesso de peso também ocorre por questões genéticas, alterações hormonais e o acúmulo de gordura corporal devido à ingestão de alguns medicamentos. Em todo caso, é necessário mudar esse quadro para que ele não evolua e a pessoa fique sujeita às consequências da obesidade. Veja algumas delas nos subtópicos abaixo.

Diabetes

Devido à falta de uma vida ativa, o sangue acumula a quantidade de açúcar que o corpo absorve durante a alimentação irregular e pobre em nutrientes. Assim, o aumento de ingestão calórica com o tempo provoca resistência à ação da insulina.

Colesterol alto

Sem dúvidas, essa é uma das consequências da obesidade mais alarmantes. Isso porque o acúmulo de gordura ruim nos vasos sanguíneos deixa a pessoa vulnerável ao infarto ou outras complicações cardiovasculares.

Problemas na hora do sono

A princípio, a qualidade do sono auxilia no bem-estar e na disposição do indivíduo em realizar as suas atividades cotidianas. Contudo, a apneia é uma das consequências da obesidade, trazendo complicações respiratórias, barulhos e interrupções no momento de dormir.

Questões musculares e ósseas

Entre outras consequências da obesidade, podemos citar as dores nas articulações. Um exemplo é a artrite, que, além de vermelhidão e sensibilidade na região, provoca uma dor intensa e geralmente ataques dolorosos repentinos durante a noite.

A importância de ter um acompanhamento médico

De antemão, as pessoas que sofrem as consequências da obesidade precisam buscar o auxílio de um médico. Dessa forma, ele avalia o quadro de cada pessoa e propõe uma solução que garante uma melhoria significativa. Por isso, não se automedique ou pegue a receita de outra pessoa. Caso contrário, você pode piorar o seu estado de saúde.

Neste artigo você aprendeu quais são as principais consequências da obesidade. Então, note que essa questão vai muito além dos padrões de beleza. Afinal, o importante é que você conduza uma vida saudável e não se exponha ao risco.

Quer mais dicas como esta? Assine nossa newsletter para obter novidades sobre bem-estar e saúde.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima